O metaverso no mercado imobiliário

O metaverso chegou no mercado imobiliário, e agora é possível comprar um imóvel virtual e até mesmo realizar eventos. Mas será que é um bom investimento?

21/07/2022min de leitura

O metaverso no mercado imobiliário

Há um tempo atrás, Mark Zuckerberg, o criador do Facebook, provocava agitação, após anunciar o metaverso, um mundo virtual que tem como objetivo replicar a realidade. O conceito está em alta desde que foi divulgado a troca do nome da empresa para Meta, o que chamou atenção de muitas pessoas. Atualmente já está em todas as áreas econômicas. Continue lendo e saiba mais sobre o metaverso no mercado imobiliário.

 

O que é metaverso?

O metaverso pode ser entendido como tipos de mundos virtuais, imersivos e interativos, em que unem a realidade aumentada, a realidade virtual e a internet, replicando o mundo real. Pode-se dizer que ele é uma extensão da vida atual.

Os usuários podem se encontrar e se comunicar através de avatares digitais, explorar lugares e criar conteúdo. O objetivo é que o metaverso se torne um espaço colaborativo onde se possa socializar, brincar, trabalhar e aprender virtualmente.Já existem vários metaversos, como por exemplo a plataforma de jogos virtuais The Sandbox, e mundos virtuais como Decentraland.

A maior vantagem do metaverso é a possibilidade de realizar atividades imersivas de maneira remota. Ou seja, se você viajou para longe da família e não pode estar em reunião especial com ela, por exemplo, pelo metaverso isso é possível. E um ponto importante é que assim como no mundo real, é e será cada vez mais possível comprar coisas no metaverso, incluindo imóveis virtuais.

Os imóveis virtuais e como funcionam

Ao comprar um imóvel no metaverso, é possível escolher um terreno para construir ou uma casa pronta, assim como no mundo real. Além disso, pode-se decorá-la e convidar pessoas a visitarem, assim como fazer visitas.

Não é necessário nenhum aparelho especial para acessar o metaverso, exceto naqueles em que é possível usar óculos de realidade aumentada, mas investir em imóveis digitais significa trocar seu dinheiro pela criptomoeda da plataforma em que a compra do imóvel virtual será feita. Além das criptomoedas, os famosos NFTs são o principal método para trocar valor dentro do metaverso. Eles são os tokens não fungíveis, um tipo especial de selo digital que define originalidade e exclusividade a bens virtuais, portanto não pode ser substituído como acontece com algo fungível.

Para garantir a valorização desses imóveis, utiliza-se um conceito em economia denominado “valores de escassez”, dessa forma, o terreno no metaverso é limitado a um número definido de lotes, e a quantidade varia de acordo com cada plataforma.

Quais as novidades do metaverso para o mercado imobiliário?

Ainda é cedo para sabermos como o mercado imobiliário reagirá as propostas do metaverso, mas existem algumas possibilidades, veja.

Realidade aumentada

Já é uma prática usada no mercado imobiliário, mas futuramente pode estar muito mais evoluída. O metaverso permite a criação de espaços digitais, com o uso da realidade aumentada será possível visualizar os imóveis muito mais facilmente, levando uma nova experiência ao consumidor.

 

Trabalho remoto

Assim como diversos setores, o mercado imobiliário também sentiu os impactos da pandemia, momento em que os trabalhos remotos ou híbridos se tornaram necessidade e até preferência de alguns, e o metaverso pode impulsionar esse processo. Uma das possiblidades que ele pode oferecer é criar uma realidade em que colaboradores estejam juntos virtualmente.

 

Visualização em 3D

Esse é um fator que pode transformar a forma como a pré-venda acontece, pois possibilita que o cliente veja uma maquete tridimensional dos imóveis antes de realizar a visita presencial. Inclusive, atualmente tours virtuais, imagens e vídeos já são muito importantes.

 

Comprar um imóvel no metaverso é um bom investimento?

Apesar de ser algo que vem gerando empolgação, inclusive em alguns investidores, ainda é especulativo e que tem pontos positivos e negativos. Ainda que as principais plataformas estejam em operação há anos, não há como saber qual será o futuro delas.

Embora grandes empresas e investidores tenham bastante interesse neste espaço no momento, é válido dizer que nem todos os imóveis custarão milhões. Mas qual seria a vantagem de comprar um imóvel virtual? No mundo real temos resultados tangíveis, como moradia. Porém, isso não anula as outras vantagens do metaverso, o espaço vazio pode ser difícil de avaliar, mas podemos pensar nele como sendo um terreno comum, onde qualquer coisa pode ser construída. Também não podemos ignorar o fato de que, assim como no mundo real, regiões próximas a empresas que já estão desenvolvendo seus empreendimentos são mais valorizadas e a localização continua sendo muito importante no terreno virtual.

Visualizar o metaverso acontecendo pode ser difícil e distante, mas alguns tecnólogos preveem que ele amadurecerá e se tornará uma economia funcional nos próximos anos. Porém, é importante lembrar que no momento o ainda é um investimento de alto risco. Além de não haver regulamentação, possui liquidez baixa, o que faz com que o investidor tenha dificuldades de encontrar um comprador.

Mas enquanto o metaverso no mercado imobiliário ainda possui muitas especulações, vale a pena investir em um imóvel físico em um ótimo lugar. A Novometro conta com diversas opções de casas, apartamentos e terrenos em condomínios fechados que atenderão às suas necessidades.